segunda-feira, 11 de outubro de 2021

Para um minuto de meditação - 134

 

"Poesia não tem de ter mensagem", diz Ana Amaral


Em entrevista no dia de lançamento do seu novo livro "Mundo", Ana Luísa Amaral defende que a "poesia não tem de ter mensagem nenhuma", e que um tradutor deve "ter uma imensa paixão pela sua língua."

“Chocou-me bastante, uma vez, uma pessoa que me disse que as palavras não lhe interessavam para nada, o que lhe interessava era o que elas convocavam. Mas então, onde está a poesia? A poesia é feita de palavras”, afirma a poeta.

(Dos jornais)


   Esta autora tem razão. A velha conversa dos erradamente chamados neo-realistas, que já está mais que desmascarada, volta de novo ao ataque nestes tempos de politicamente correto e de “cultura woke”, que é a nova indumentária dos totalitários e dos que querem servir-se de tudo para impor as suas notas de agenda vígara.

  Toda a poesia, qualquer que ela seja, tem uma mensagem que é a sua estrutura própria.

  Assim, quando esses tipos falam em mensagem obrigatória o que querem significar de fato é que a poesia como qualquer outra coisa deve é veicular a propaganda ou ideologia dos partidos estalinistas e neo-comunistas gramscianos e mais nada. “Mensagem” orwelliana é o que pretendem.

   Esta gente é a mesma que recentemente impediu que brancos traduzissem autores negros, numa ação estúpida, racista e reacionária. Ou têm queimado livros, como os carolas medievais ou os nazis faziam.

Rodrigo de Matos


Sem comentários:

Enviar um comentário

Para um minuto de meditação - 137

  Russo Alexei Navalny vence o Prémio Sakharov, atribuído pelo Parlamento Europeu Crítico de Vladimir Putin, que está detido, recebeu o pr...